sábado, 10 de dezembro de 2016

Enquanto eu te esquecia

Quando olho para a minha estante, parece que não sou eu quem está escolhendo a minha próxima leitura. O livro me encontra, ele decide que devo lê-lo e toda vez ele se engrada no que eu estou passando. Dessa vez não poderia ter sido diferente.
Minha trajetória com Enquanto eu te esquecia é algo muito importante, porque foi a minha saída da ressaca, ainda não voltei ao meu ritmo de leitura, mas pelo menos consegui terminar este livro em menos de um mês, sem abandoná-lo como eu andava fazendo. Além disso, ele se enquadrou tanto no momento da minha que não quero falar muito sobre, porém devo dizer que me ajudou a tentar enxergar mais o lado das outras pessoas. Nem sempre as coisas são como o medo faz elas parecerem ser. Esse livro não foi, nem de longe, o melhor livro que eu já li. Com tudo, o significado que ele tem para mim é maior do que a história.
Prestes à fazer 40 anos, Lucie tem uma briga com o noivo que a faz ter amnésia ‘nervosa’. Internada em São Francisco, seu noivo Grady, a encontra e ele deve mostrar a Nova Lucie como eles costumavam viver a vida e tentar trazer a sua noiva de volta, pois em pouco tempo seria realizado o casamento. Lucie vê-se obrigada a enfrentar problemas do passado aterrorizantes, mas será que Grady está sendo sincero sobre a briga? Será possível que Lucie se lembre de seu amor por Grady, mesmo sem o conhecer direito?
Existem vários pontos que poderiam ser melhorados neste livro, o final foi corrido, algumas coisas ficaram muito em aberto e me parece que a autora não planejou bem o final, já que o mesmo estava bastante jogado. A história é muito boa, mas do nada ela tirou o foco do romance, para colocar na vida da protagonista e em seus problemas do passado, foi bom o foco no que aconteceu de traumatizante na infância dela, mas acho que deveria ter sido mantido a reconstrução do amor entre a Lucie e o Grady.
No final, este livro tem bastantes pontos negativos, mas foi uma gostosa volta ao mundo literário. 

0 comentários:

Novidades

Agradecendo ao passado

Em 2016, eu aprendi que nada dura pra sempre se a gente não se esforça para nutrir aquilo todos os dias. Regar a planta diariamente para qu...

Quem sou eu

Minha foto

Sou apenas uma sonhadora atrás de conforto para todos os iguais a mim que lutam para ouvir sim, mas só escutam um não. Aqui você encontrava tudo que sou, fui e serei um dia. Tenho 18 anos, curso publicidade e amo cantar. Espero que gostem do meu cantinho de desabafo. :D <3

No Momento

No Momento
Tentando voltar ao mundo literário

Faça Parte!