sábado, 26 de março de 2016

A menina que nasceu desse jeito

A menina que nasceu desse jeito estava no ônibus pensando em todas as suas inseguranças. Pensando se tomou a decisão certa ao desistir de um sonho de criança e ir à busca de uma nova ambição. Ela se concentrou em si mesmo e todas as suas conquistas se tornaram fatos. Ela estava feliz, talvez pela primeira vez ela tivera grandes conquistas e momentos de felicidade. Não pensou em nada triste, não se sentiu só e não preciso de algo para fazê-la ficar feliz, desculpem-na palavras, mas hoje ela as usa para mostrar a sua felicidade e não para achá-la.
A menina que nasceu desse jeito sorria para todos que ajudava e de uma forma positivamente egoísta, se sentia bem ajudando as pessoas ao seu redor. Ela estava olhando pela janela, quando pediram a ela uma ajuda e ela educadamente forneceu a informação e a menina lhe disse: “Você é a menina que nasceu desse jeito”. Ela sorriu feliz ao ser descoberta.  E repensou tudo que a fazia ser natural e percebeu que nascer desse jeito significa se transformar ao longo dos anos em si mesma. Mesmo que seu cabelo não seja natural, mesmo que seu estilo tenha mudado e mesmo que você seja magra e engorde ou vice-versa, tudo que você faz é para cada vez mais se tornar mais você.
A menina que nasceu desse jeito finalmente percebeu que cada um se torna do seu jeito e não necessariamente veio do útero assim,  cada escolha nos faz caminhar ao nosso grande ser, ou seja, a nós mesmos.
A menina que nasceu desse jeito aprendeu a se amar, por causa de uma mulher que nasceu desse jeito e hoje ela só tem a agradecer. Com isso termino dizendo obrigada a Lady Gaga por me fazer acreditar e amar a mim mesma, serei eternamente grata a ti.

Paws up Forever.

0 comentários:

Novidades

Agradecendo ao passado

Em 2016, eu aprendi que nada dura pra sempre se a gente não se esforça para nutrir aquilo todos os dias. Regar a planta diariamente para qu...

Quem sou eu

Minha foto

Sou apenas uma sonhadora atrás de conforto para todos os iguais a mim que lutam para ouvir sim, mas só escutam um não. Aqui você encontrava tudo que sou, fui e serei um dia. Tenho 18 anos, curso publicidade e amo cantar. Espero que gostem do meu cantinho de desabafo. :D <3

No Momento

No Momento
Tentando voltar ao mundo literário

Faça Parte!